Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


O leão, o velho e a loira...

por Moralez, em 03.12.18

O dono de um circo colocou um anúncio no jornal, procurando um domador de leões.

Apareceram 2 pessoas: um senhor de boa aparência, aposentado,  70 anos e uma loira espetacular de 25 anos.

O dono do circo fala com os 2 candidatos e diz:

- Eu vou direito ao assunto. Meu leão é extremamente feroz, e matou os meus dois últimos domadores. Ou vocês são realmente bons, ou não vão durar 1 minuto! Aqui está o equipamento: banquinho, chicote e pistola. Quem quer entrar primeiro?

A loira diz:

- Eu vou !

Ela ignora o banquinho, chicote e pistola e entra rapidamente na jaula.

O leão ruge e começa a correr na direção da loira.

Quando falta um metro para ela ser alcançada, a loira abre o seu vestido e fica nua, mostrando todo o esplendor do seu corpo.

O leão para como se tivesse sido fulminado por um raio!

Ele deita-se na frente da loira e começa a lamber os seus pés!

Pouco a pouco, ele vai subindo e lambe o corpo inteiro da loira durante longos minutos!

Finalmente ele deita-se de novo com a cabeça sobre os pés da loira.

O dono do circo, com o queixo caído até o chão diz:

- Eu nunca vi algo assim na minha vida!

Ele vira-se para o velhinho e pergunta:

- Você consegue fazer a mesma coisa?

E o velho responde:

- Claro é só tirar o leão!

 

So long fellows!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Sapos do Ano – A minha vencedora

por Moralez, em 29.11.18

sapos do ano.png

 

Para mim o teu blog não é o blog do ano, é o blog de todos os dias, foste tu que me convenceste a entrar na blogesfera e a criar este espaço de humor, escape, comédia, mas também de desabafo e mais do que tudo de partilha.

Termos ambos um blog já nos proporcionou muita coisa boa, conversas hilariantes, mal-entendidos, momentos embaraçosos com as pessoas a pensarem que estávamos a falar de uma realidade paralela.

És uma anónima, ninguém te conhece, mas eu conheço-te e por isso reconheço-te nas palavras, nas opiniões, nas convicções, sei que és verdadeira, genuína e honesta, colocas a nu o teu íntimo, expões as tuas fragilidades que ninguém conhece, és demasiado dura para as demonstrares, entusiasmas-te com as causas, com os valores que acreditas, defende-los com garra e eu sei como é ver essa garra refletida no teu rosto.

Mereces tanto esta nomeação e mereces ganhar, pelo esforço, dedicação, pela vontade de demonstrar ao mundo que o mundo está tantas vezes errado, espero que ganhes porque sei que o blog tem um significado muito especial para ti, mesmo que não o dês a entender.

Votem no blog da Psicogata – a autora com a Língua mais Afiada da blogesfera.

Afinal ninguém quer ver uma grávida triste, por isso coloquem-lhe um sorriso no rosto, se soubessem como seu sorriso é lindo e maravilho, nem hesitariam.

 

Votem aqui – categoria Opinião – Blog Língua Afiada.

 

Parabéns meu Amor, para mim serás sempre a vencedora.

 

 

So long fellows!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Viagem à nossa infância!!!

por Moralez, em 27.11.18

Grande viagem ao passado!!!

 

...Estava eu a pensar, quando, numa tempestade de ideias me lembro que antigamente este chocolate se chamava RAIDER...

 


A PROVA! eis quando me começo a lembrar de COISAS... As pastilhas pretas que comprava e comia às escondidas (porque diziam que tinham DROGA) quando andava na preparatória...

 

Com uma destas...

 

Comprava uma destas (com os pacotes grandes dava para encher a boca e fazer bolas do tamanho de casas). Claro que as melhores eram as gorila de laranja e as de morango...

 

Os lindos flocos de neve...

 

E as chiclets que roubava da gaveta da minha avó...

 

Petazetas para encher a boca e rezar para um daqueles bocados GRANDES não estalasse com muita força (e ficar de boca aberta, claro, caso contrário não se ouvia o barulho!)

 

Estes lembro-me que comia quando ia ao cinema.
Os "diamantes" faziam salivar que se fartavam!
cantávamos “suguinhos, suguinho, colam-se aos dentinhos!”
(meter um de cada sabor na boca ! hmmmm!)

 

A bela “bomboca de morango”, que ainda hoje quando a encontramos compramos logo uma caixa cheia!

 

No lanche da primária, mas principalmente na praia; pegava na palhinha do capri-sonne de laranja, e já com a mania que era rebelde, espetava-a na parte de baixo do pacote! YEAH!

 

E as festas das lições 100? Havia sempre um que levava as tortas Dancake. Se fosse de chocolate, era um instantinho a desaparecer, se fosse de morango, demorava um bocadinho mais, mas também marchava, agora se fosse aquela de baunilha...


Qual mp3, quais gigas! As belas mixtape gravadas da rádio, ainda com restos da voz dos parvos dos apresentadores dos programas que insistiam em falar por cima da música!

 

E este? Quem teve? Era o delírio, com os discos de imagens. Eu não tinha muitas, mas as histórias que inventava com aquilo eram sempre diferentes.


Eh pá! Tulicreme! E ainda antes de terem inventado o parvo do urso! O de cacau era maravilhoso, o de avelã bem podia ficar na prateleira do supermercado.


E estes? Lembram-se onde saíam?

 

“Toma lá, e não gastes tudo em doces!” - Ouvi muitas vezes também.

 

Atiravamos com isto para todo o lado. Até ficarem todos sujo, cheios de pêlos e cotões e pó e cabelos (sim, ficavam, não podem negar!) Mas era fantástico porque depois, só com um bocadinho de água e sabão, ficavam outra vez reluzentes e prontinhos para voltarmos a atirá-los aos móveis, ao tecto, ao chão, á cabeça dos nossos colegas.


e as modas? esta era mesma parva. E feia. Mas na mesma percorri kms para a encontrar e comprar.

 

Este gajo a mim irritava-me. “O sabichão”... Com a mania que era esperto! Comigo não se safou, que eu virei-lhe a vareta de modo a dar as respostas todas erradas. TOMA!

 

“Pró natal, o meu presente, eu quero que seja...” A minha agenda e o Natal. Isto só me faz lembrar do Natal dos Hospitais e de quanto eu queria pertencer ao Coro de Sto Amaro de Oeiras.

 

Também tive uma destas. Saltei tanto com ela que de tanto roçar no chão, a bota ficou com uma boca...

 

Os estojos do poder. Com botões. Com compartimentos secretos para guardar as folhinhas e as borrachas de cheiro. Eram excelentes. Não faziam barulho como os estojos de lata, mas em comparação eram enormes. Eram mesmo bons para levar naquelas mochilas de 50 litros que nos fizeram escolioses.

 

E no verão... o frigorífico cheio de fás, que nós sugavamos até o gelo ficar sem cor.

 

Bem, que viagem.

 

So long fellows!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Quanta sabedoria!...

por Moralez, em 19.11.18

A Madre Superiora de uma congregação irlandesa, com seus 98 anos, estava em seu leito de morte.
As freiras a rodeavam, tentando tornar cômoda sua última viagem.
Deram-lhe leite quentinho, bebeu um gole e não quis mais.
Uma freira levou à cozinha o copo de leite. Nesse momento recordou que havia na despensa uma garrafa de whisky irlandês que lhes haviam dado para o Natal, e pôs uma boa dose no leite.
Voltou ao leito da superiora e aproximou o copo da boca.
A superiora bebeu um golinho, depois outro e antes que se dessem conta, tomou até a última gota.
As freiras lhe disseram: "Madre, dê-nos uma última palavra de sabedoria antes de morrer"
Com um último esforço, levantou-se um pouco e lhes disse:
"Não vendam essa vaca".

 

So long fellows!

Autoria e outros dados (tags, etc)


A semente da Vida!

por Moralez, em 15.11.18

O Filipe era o mais jovem acolito da igreja e passa diante da janela do Padre, com um pão numa das mãos e a outra no bolso. 

- Boa tarde, senhor Padre.

 

- Boa tarde, meu filho. Vejo que tens a semente da vida numa das mãos. E o que tens na outra mão?

- É um pão, senhor Padre!



So long fellows!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Pequeno almoço das minorias

por Moralez, em 14.11.18

O que bebe o Lobo Mau todas as manhãs?

 

Um cappuccino vermelho.

 

 

So long fellows!

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Informação importante

por Moralez, em 11.11.18

Quem criou o estado de direito?

 

A matutano porque criou as Lays.

 

 

So long fellows!

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Para mulheres baixinhas

por Moralez, em 10.11.18

As mulheres baixinhas tem medo de ficar internadas no hospital porque sabem que só saem de lá quando tiver alta...

 

So long fellows!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Dieta da ração

por Moralez, em 09.11.18

Hoje quando fui ao Lidl (LIDL olhem a publicidade aqui no estaminé) comprar um saco de ração para a minha cadela, na fila, uma mulher atrás de mim, a meter conversa, perguntou se eu tinha um cão...

Olhei bem para ela (quem me conhece pode imaginar o meu olhar) e pensei: "porque eu estaria a comprar 18kg de ração se não tivesse um cão?".

Por impulso, disse que não, não tinha um cão na verdade (até porque tenho uma cadela), mas estava a iniciar a dieta da ração novamente, pois da última vez havia perdido 10kg.

Disse até que tinha ido parar ao hospital. Contei que a dieta era perfeita e simples: bastava encher os bolsos com ração e ir comendo sempre que sentisse fome.

Todos da fila se interessaram pela minha história.

A rapariga da caixa, espantada, perguntou se a ração não estava a envenenar-me e era por isso que eu tinha ido parar ao hospital.

Respondi tranquilamente: Óbvio que não! Isso aconteceu porque comecei a ladrar no portão e acertaram-me com uma pedrada na cabeça!

Achei que o senhor atrás de nós ia ter um ataque cardíaco de tanto rir...

Acrescentei ainda, se alguém for fazer a dieta da ração, comprem uma de boa qualidade.

Será que ficaram a pensar que era verdade?

 

Bom fim de semana 

 

So long fellows! 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Preguiça

por Moralez, em 08.11.18

Tenho uma dúvida... Quem tem preguiça vai para o inferno ou eles vêm os buscar...

 

So long fellows! 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Segue-me


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Follow


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D





Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Estatísticas