Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



TUKA o robô da verdade

por Moralez, em 21.04.16

Um homem chega a casa depois do trabalho, com um robô que detecta mentiras.
Entretanto chega o filho dele, duas horas atrasado depois de sair da escola.
- Onde andaste tu? pergunta o pai
- Estive na biblioteca a fazer trabalhos de casa!
E Tuca, o robô vai ter com o puto e prega-lhe um valente tabefe!
O pai explica:
- Filho, este robô detecta mentiras. É melhor dizeres a verdade...
- Ok, estive em casa de um colega meu e vimos um filme: "Os 10 Mandamentos"...
E sai outra galheta no puto, dada pelo robô!
- Ai! - diz o miúdo - Pronto, está bem, era um filme pornográfico...
Diz o pai:
- Envergonhas-me! Eu na tua idade nunca mentia aos meus pais!
E o robô prega uma chapada, desta vez no pai...
A mãe, cansada de assistir àquela cena, diz ao marido:
- Vê-se mesmo que é teu filho!...
PAF! O robô dá um valente tabefe na mulher também...

 

So long fellows!

Autoria e outros dados (tags, etc)


O médico e a paciente!

por Moralez, em 20.04.16

Uma jovem vai a um consultório médico e reclama que todos os lugares do seu corpo doem quando ela os toca.

O médico diz:
- Impossível, mostre-me como pode ser.

 

Então, ela encosta o seu próprio dedo no seu próprio ombro e grita agonizantemente, ela encosta o seu dedo na sua perna e grita, encosta no seu cotovelo e grita. Em qualquer lugar que ela se tocava, ela gritava.

Entretanto, o médico disse:
- Menina o seu dedo está partido!!!

 

Bom dia fellows!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Viver na Amazonas

por Moralez, em 19.04.16

Cansado da agitação da vida urbana, André larga o emprego, compra um pedaço de terra na Amazonas e muda-se para lá.
Ele vê o carteiro uma vez por semana e vai à mercearia uma vez por mês. Por lá reina a paz e a tranquilidade.
Seis meses depois, em Dezembro, alguém bate-lhe à porta.
André abre e vê um enorme homem negro, barbudo, de 1,90m, mal-encarado com um facão na mão e 3 cobras pitão mortas penduradas na cinta que diz:
- Meu nome é Chicão, teu vizinho, 7 léguas daqui. Festa de Natal lá em casa, sexta-feira. Começa às cinco.
André entusiasmado diz:
- Óptimo, depois de seis meses por aqui, na solidão, nada melhor que isso. Muito obrigado, vou com certeza.
Chicão começa a ir embora, pára e diz:
- Seguinte: vai rolar bebida.
- Sem problema. Eu vou.
Novamente Chicão começa a ir embora, mas pára e diz:
- Olha, também pode ter briga.
- Sem problema, eu dou-me bem nesses lugares pesados. Mais uma vez obrigado.
Chicão continua:
- E pode ter sexo meio selvagem...
- Também não é problema. Eu estou aqui faz 6 meses. Mais um motivo para ir. E aproveitando, diz-me uma coisa: qual é a roupa que devo levar vestida?

Chicão:
- Cê que sabe. É só nós dois mesmo...

 

Bom dia fellows!

Autoria e outros dados (tags, etc)


O Moralez é parecido com...

por Moralez, em 18.04.16

Um pouco por causa da minha Psicogata ter feito um teste estúpido que analisa a nossa foto de perfil do facebook e que nos diz com que celebridade somos parecidos…. resolvi fazer o meu!

Então a mim calhou-me na rifa:

Eu e o Brad.jpg

 Ao avatar calhou-lhe:

 Avatar e o Di.jpg

Não sei o que dizer sobre isto… ahahaha se calhar há quem vá gostar mais do meu avatar que de mim! (ou não)

 

So long fellows!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Quem escorrega nem sempre cai

por Moralez, em 18.04.16

No metro, um anão escorregou pelo banco e um outro passageiro, solidário, recolocou-o em posição.
Pouco depois, o anão voltou a escorregar e o mesmo passageiro voltou a colocá-lo no assento.
Como a situação se repetiu várias vezes, o referido passageiro irritou-se e protestou:
-Bolas! Eu não me importo de o ajudar, mas será que você não consegue sentar-se em condições?
O anão respondeu:
-Meu amigo, há mais de cinco estações que estou a tentar sair... mas o senhor não me deixa!

 

So long fellows!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Vestir a camisola

por Moralez, em 15.04.16

Quando entramos num emprego novo estamos cheios de expetativas, queremos agarrar o nosso lugar, temos ansiedade em trabalhar, em ajudar a empresa a crescer, agarramos os novos projetos com força e vontade, afinal nada como uma nova oportunidade para nos sentirmos motivados.

Se a empresa for nova e fizermos parte dela desde o início esse sentimento duplica, encaramos a empresa desde o primeiro instante como sendo um bocadinho nossa, vestimos e suamos a camisola com orgulho.

Nada melhor do que sentir que o nosso esforço é apreciado e recompensado, a empresa cresce e nós crescemos com ela e cresce o nosso orgulho por ela.

Até que um dia a empresa cresce tanto que passas a ser mais um funcionário, e não interessa que tenhas ensinado e ajudado todos os colaboradores do teu departamento, não interessa que tenhas dado sempre mais do que aquilo que te foi pedido, esquecem-se as horas extras, o trabalho feito em casa, as chamadas a horas impróprias e todos os sacrifícios que fizeste.

Passam a ser muitos e tu és mais um. Mas continuas a fazer o teu trabalho como sempre fizeste, consciente que deverias ter-te mantido fiel ao que já sabias, que por mais que dês nunca é suficiente.

E um dia sem saberes explicar como um desses graxas, essa espécie que deveria ser extinta, aparece na tua empresa e começa a fazer ninho, ao princípio ninguém dá por ele, quando se percebe as suas verdadeiras intenções já todo o terreno está minado.

E do nada, há mau ambiente, há receios, ninguém está seguro num terreno minado.

E descobres que todo o trabalho que fizeste para a empresa não conta para nada, afinal os funcionários parecem descartáveis, sucedem-se uns atrás dos outros.

E lá se vai a paz de espírito, o bom ambiente e o empenho no projeto.

E mais uma vez percebes que não adianta vestir a camisola, não adianta suar pelo amor à camisola, porque os patrões nunca estão satisfeitos e se lhes dás um dedo eles irão querer o braço, e depois o outro braço, as pernas, o tronco e no final a cabeça.

E mesmo que não percebas isso a tempo e lhes chegues a dar a cabeça, não adiantará de nada porque bastará uma crise, cortes financeiros, uma intriga, um desentendimento e a tua cabeça rolará como a dos outros, só que a tua demorará mais tempo a levantar-se, tal será a desilusão, o desencanto e a indignação que sentirás.

Vestir e usar a camisola é para os profissionais de desporto.

Os outros o melhor que têm a fazer é sair a horas, desligar a ficha e suar a camisola em atividades lúdicas...

Autoria e outros dados (tags, etc)


Duas novidades...

por Moralez, em 14.04.16

Dois amigos à conversa:

Tenho duas novidades amigo…

Então conta lá…

Perdi a virgindade!

Boa, machão pah e a outra?

A tua irmã também!

 

So long fellows!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Tasca tem tudo

por Moralez, em 13.04.16

Uma tasca no Alentejo tem por cima do balcão o seguinte cartaz:


TEMOS TUDO:
Bagaço............................................0,40  EUR
Pão com queijo...............................0,80  EUR
Sanduíche de galinha.....................1,80  EUR
Acariciar o órgão sexual................10,00 EUR

 

Um cliente foi até ao balcão e chamou uma das três lindas empregadas que estavam a servir às mesas:
– Por favor...

– Sim? Disse ela com um belo sorriso... Em que o posso ajudar?

– É a menina quem acaricia o órgão aos clientes?

– Sou eu sim... Com uma voz extra-sensual.

– Então, por favor lave muito bem as mãos... Quero um pão com queijo!

 

So long fellows!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Como "não" beijar uma mulher! #10

por Moralez, em 12.04.16

Estes dois não estão em sintonia, é evidente, sugar o lábio é de mais! 

chupadinha.jpg

Fatal erro #10

Entrem na sintonia da pessoa que estão a beijar, acompanhem o ritmo, tentem encaixar os movimentos. Pode parecer complicado, mas no momento que estiverem com a língua na boca da pessoa que gostam, vão entender porque o beijo é tudo, como uma dança.

Virgem de boca...

So long fellows!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Engravidar...

por Moralez, em 11.04.16

Um casal já há mais de um ano que tentam engravidar mas como não conseguiram, resolvem falar sobre o assunto e ver como deveriam resolver a situação...

 

Ela: Amor, não entendo porque não consigo engravidar… Queria tanto ter um filho….

Ele: Eu também não entendo… O melhor é irmos a um médico…

No consultório:

Ela: Doutor, nós já tentámos de tudo e não consigo ficar gravida! Este é o sonho da nossa vida ter um filho! Porque é que não conseguimos fazer um?!

Médico: O problema é que o seu marido é estéril… Ele não pode ter filhos…

Ela: E agora doutor? O Que podemos fazer?!

Médico: Algumas mulheres recorrem a inseminação artificial. Mas é muito caro e nem sempre resulta… Outras usam um método mais simples e natural… procuram um pai substituído. Esse homem deve ser escolhido com especial atenção, pois terá uma relação sexual consigo…

Ela: Querido, o que achas de procurarmos um homem para me engravidar?

Ele: Ok…

Em casa:

Ele: Micaela encontra depressa um homem para resolvermos isto rápido. Podes combinar para segunda de manhã, que vou estar a trabalhar e assim não vejo…

Ela: Ok amor…

3 dias depois:

Ela: Amor, após ter colocado vários anúncios, um homem já se ofereceu. Finalmente vamos ter o nosso filho!

Ele: E o gajo é bonito ou feio!

Ela: Não o vi nem quero saber disso! Só quero o nosso filho!

Na segunda- feira de manhã, um fotógrafo de crianças que tinha sido chamado para tirar fotos a um bebé em casa da vizinha, enganou-se e tocou há campainha da casa da Micaela…

Fotógrafo: Bom dia! Venho por causa da criança!

Ela: Oh sim! Entre! Quer tomar algo? Um vinho?

Fotógrafo: Não Obrigado! O álcool não é bom para o meu trabalho. Quando quiser começar é só dizer.

Ela: E onde é que quer fazer…?

Fotógrafo: Pode ser uma no corredor, duas na sala, uma ali no tapete e talvez ainda uma ou duas na cozinha!

Ela: Mas… Quantas vão ser?!

Fotógrafo: Normalmente são cinco em cada sessão, mas se a mãe cooperar até podem ser mais…

(Ela engoliu em seco…)

Fotógrafo: Antes gostaria que a senhora visse uma coisa. Eu tenho uma técnica especial e única que todas as mulheres gostaram.

Abre a mala que trazia com ele e diz:

Fotógrafo: Veja o retrato deste bebé lindo! Foi feito num parque público em pena luz do dia! (e vai mostrado outros bebés) Neste tive que ter ajuda de alguns amigos, pois a mulher era muito exigente! Neste tivemos que interromper a sessão, apareceu um esquilo que começou a atrapalhar a coisa… Estes são gémeos! Nesta ocasião despachei a coisa em cinco minutos. Pás pás, tudo resolvido! Com este menino demorei mais um bocado, porque a mãe estava muito nervosa, eu cheguei a dizer: “senhora, vire-se para o outro lado e deixe-me fazer o meu trabalho!”.

Fotógrafo: Então já podemos começar?

Ela: (com a cara toda roborizada) Quando quiser…

Fotógrafo: Ok. Deixe-me só ir ao carro buscar o tripé!

Ela: Tripé?! Para quê?

Fotógrafo: Ah, você sabe! O meu equipamento é muito grande e precisa de um tripé para ficar apoiado. Segurar só com as duas mãos pode dar mau resultado…

Micaela desmaiou….

 

Bom dia fellows!

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Segue-me


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Follow


Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D





Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Estatísticas