Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


O taxista

por Moralez, em 24.05.17

Um senhor bem vestido, acabado de chegar de viagem, apanha um táxi, e pede ao taxista para o levar para a morada da sua casa.

No caminho, vê uma senhora, também com muito bom aspecto, com um vestido vermelho, a entrar numa discoteca. De repente reconhece que se trata da sua própria mulher!

O senhor fica desvairado e pede ao taxista que volte até à porta da discoteca. Chegado lá, tira do bolso um maço de notas e diz para o taxista:

- Aqui estão mil euros. São seus se você tirar de dentro desta discoteca uma mulher vestida de vermelho que acaba de entrar. Mas, enquanto a arrasta cá para fora, vá-lhe dando uma valente carga de porrada, sem problemas, porque essa desgraçada é a minha esposa!

O taxista, que vivia com grandes dificuldades financeiras, aceita sem pensar duas vezes e entra pela discoteca dentro.

Cinco minutos depois o taxista surge a sair pela porta da discoteca, arrastando pelos cabelos uma mulher, com o rosto a sangrar, toda rasgada e desgrenhada, e a gritar todas as asneiras que se possa imaginar.

O senhor bem vestido, que tinha ficado no táxi vê a cena e percebe, horrorizado, que a mulher está vestida de verde! Sai do táxi a correr e grita para alertar o taxista do terrível erro.

- Pare! Pare! O senhor enganou-se. Não é essa senhora! Como é que você confundiu vermelho com verde? O senhor é daltónico?

Ao que o taxista responde:

- Daltónico o "tanas"! Esta de verde é a minha... Já volto lá dentro para trazer a sua!

 

 So long fellows!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Teste de Ishihara!

por Moralez, em 15.01.16

Hoje deparei-me com um teste interessante e resolvi abordar este assunto, pode ser útil porque na realidade na maioria das vezes o daltônico demora anos a perceber o problema:
Como sentir falta de algo que nunca viu?

Curiosamente devido a fatores genéticos ligados ao cromossoma X, as mulheres têm muito menos probabilidade de serem daltônicas do que os homens

Segue abaixo um teste resumido de daltonismo, utilizando figuras de Ishihara.

O objetivo deste teste é identificar os números presentes em cada figura:

 

daltonismo 1.jpg

daltonismo 2.jpg

(Alguns números podem ser identificados por determinados tipos de daltônicos)

É importante ressalvar que a comprovação da existência de daltonismo deve ser feita por um oftalmologista.

Assim por ordem (da esquerda pra a direita e de cima para baixo) 7, 57, 5, 2, 6, 74, 8, 10, 29, 42, 45, 56.

Caso o teste tenha indicado que és daltônico, é bom saber que não há motivo para preocupações, um daltônico pode tranquilamente vencer esta dificuldade, é importante saber que se tem uma limitação para poder lidar com ela, a limitação faz com que criemos soluções para superá-la.

Lembrando mais uma vez: só um oftalmologista poderá fazer um diagnóstico de daltonismo corretamente.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Segue-me


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Follow

Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D





Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Estatísticas